A resiliência de uma mulher negra, mãe e física

Departamento de Física
Universidade Federal de Juiz de Fora

Em paralelo às pesquisas como cientista de materiais, Zélia Ludwig desenvolve projetos para aumentar a diversidade, estimulando meninas e mulheres a ingressarem na carreira científica

CRÉDITO: FOTO CEDIDA PELA AUTORA

Falar da minha carreira enquanto mulher cientista sempre me faz refletir sobre a minha jornada até chegar aqui. Desde muito pequena, eu sempre fui uma menina muito curiosa e inquieta, que teve a sorte de contar com pais muito incentivadores. Meu pai era torneiro mecânico, e sua oficina foi meu primeiro laboratório. Lugar que guardo com carinho porque foi lá que aprendi a buscar as respostas para minhas perguntas. Ele me incentivava a folhear revistas sobre eletrônica e até a montar circuitos elétricos! Em nosso convívio cotidiano, ele me estimulava a participar de feiras de ciências, torneios e atividades escolares. Ter essa vivência, desde cedo, me ajudou bastante em minha trajetória acadêmica porque me tornou resiliente diante das adversidades que a vida me apresentou. E não foram poucas.

Meu pai era torneiro mecânico, e sua oficina foi meu primeiro laboratório

Minha mãe era dona de casa e também teve um papel essencial na minha formação. Ela me ensinou que tudo acontece a seu tempo e que tudo tem que ser feito com máxima dedicação, não importa o que seja. Ela sempre dizia que é preciso dar o nosso melhor sem criar muitas expectativas, mas sabendo que cada passo será uma conquista muito importante. 

Nasci em Ituiutaba, Triângulo Mineiro, mas, ainda na minha infância, minha família toda se mudou para Francisco Morato, na região metropolitana de São Paulo, buscando melhores condições de vida e de estudo para nós. Estudei perto de casa até o ensino médio, mas para chegar à faculdade o caminho era mais longo, percorrido de trem, ônibus e metrô diariamente.

CONTEÚDO EXCLUSIVO PARA ASSINANTES

Para acessar este ou outros conteúdos exclusivos por favor faça Login ou Assine a Ciência Hoje.

Seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outros conteúdos desta edição

725_480 att-83943
725_480 att-83829
725_480 att-84036
725_480 att-83887
725_480 att-83805
725_480 att-83856
725_480 att-84001
725_480 att-84078
725_480 att-83776
725_480 att-83775
725_480 att-84048
725_480 att-83963
725_480 att-83905
725_480 att-83952
725_480 att-83992

Outros conteúdos nesta categoria

725_480 att-88082
725_480 att-87735
725_480 att-87219
725_480 att-86562
725_480 att-85908
725_480 att-85635
725_480 att-84907
725_480 att-84594
725_480 att-84249
725_480 att-83402
725_480 att-82989
725_480 att-82567
725_480 att-82044
725_480 att-81633
725_480 att-81084